Contact form

Toggle Upper

É diabético? Adote a dieta mediterrânica pela sua memória.

 

É diabético? Adote a dieta mediterrânica pela sua memória.
246 views

Pessoas com diabetes podem ter uma melhor função cerebral se seguirem uma dieta mediterrânea rica em frutas, vegetais, grãos integrais, peixe e gorduras saudáveis, sugere um estudo norte-americano.

Dietas mediterrânicas foram desenvolvidas para reduzir o risco de desenvolver diabetes. Mas este não é o objetivo deste estudo, mas sim perceber a influência da dieta nos diabéticos destaca o autor deste estudo, Josiemer Mattei, da Escola de Saúde Pública de Harvard T.H. Chan, em Boston.

“Uma dieta mediterrânica saudável inclui alimentos que são ricos em frutas e vegetais, que tem antioxidantes, e em peixe e óleos, que incluem gorduras saudáveis”, disse Mattei por e-mail. “Estes nutrientes ajudam a sustentar a função cognitiva, reduzindo a inflamação e a oxidação no cérebro”.

Esses benefícios podem ajudar as pessoas com ou sem diabetes. Quando as pessoas têm diabetes, no entanto, a abundância de grãos integrais e legumes em uma dieta típica do Mediterrâneo pode ajudar a manter o açúcar no sangue bem controlado e melhorar a função cognitiva, acrescentou Mattei.

Conforme publicado no estudo publicado a 23 de maio no Diabetes Care, os investigadores de Boston Harbor Rican Health acompanharam 913 participantes durante dois anos, avaliaram os seus hábitos alimentares, testaram os diabetes tipo 2 e testaram a função cognitiva, memória e função executiva.

Para as avaliações da dieta, os investigadores avaliaram os hábitos alimentares dos participantes com base em quanto consumiram os principais alimentos que compõem uma dieta mediterrânea, além dos alimentos que tipicamente ingeriam incluindo-os em outros dois tipos de dieta saudável para o coração, incluindo a dieta DASH, recomendado pela American Heart Association.

Entre as pessoas sem diabetes, que seguiam mais de perto uma dieta mediterrânica ficaram associadas a uma melhoria de memória durante o período do estudo, mas não com mudanças em outros tipos de função cognitiva.

Para diabéticos, no entanto, a dieta mediterrânica foi associada a uma ampla gama de melhorias na saúde do cérebro. As pessoas com diabetes que seguiam mais de perto uma dieta mediterrânica tiveram maiores ganhos em função cognitiva, reconhecimento de palavras e habilidades de desenho do que as restantes pessoas que seguiam outras dietas.

Uma limitação do estudo é que seu foco apenas em habitantes de Porto Rico o que significa que os resultados podem não se aplicar a indivíduos de outros grupos raciais ou étnicos ou com diferentes tradições alimentares. Os pesquisadores também contaram com os participantes do estudo para relembrar e relatar com precisão o que comiam e bebiam, o que nem sempre é preciso.

Ainda assim, seguir uma dieta mediterrânica pode fazer sentido para muitas pessoas com e sem diabetes, disse Allen Taylor, do Centro de Pesquisas em Nutrição Humana da Universidade Tufts do USDA, em Boston.

“Há muitos efeitos saudáveis ao adotar uma dieta mediterrânica que é rica em frutas e vegetais, menos açúcares simples, menos carnes vermelhas e processadas, com algumas porções semanais de peixe”, disse Taylor, que não estava envolvido neste estudo.

Depois do estudo publicado sobre os benefícios para a qualidade do sono e depressão, a dieta mediterrânica continua a ser falada na comunidade científica pelos seus resultados positivos.

Fonte: http://bit.ly/2EMDzth Diabetes Care 2019.


Comments (0)

Comments are closed.